Imposto de Renda: já declarou?

Muitas pessoas costumam deixar para a última hora a declaração do imposto de renda. Mas ainda está em tempo de todos declarem dentro do prazo, ainda que com alguma informação pendente ou incorreta. Veja abaixo algumas dicas!

1. Não deixe de declarar o Imposto de Renda

Ainda que tenha se esquecido de fazer a sua declaração do Imposto de Renda dentro do prazo, a primeira recomendação é para que você acesse o site da Receita Federal e transmita a sua declaração. Como o prazo terminou, a sua declaração será aceita mediante pagamento de uma multa.

2.  Pague a multa sorrindo

Não adianta chorar pelo leite derramado. Se você perdeu o prazo legal para envio, deverá arcar com os custos disso. A multa pode variar desde o valor mínimo de R$ 165,74 até o valor máximo de 20% sobre o valor devido ao leão. E fique atento, pois existe um prazo para o pagamento dessa multa após o envio com atraso da declaração. O não pagamento dentro desse prazo acarretará acréscimo de juros sobre o valor da multa.

3. Evite complicações maiores

A não declaração do Imposto de Renda pode gerar complicações consideráveis para qualquer cidadão. Não acertar as contas com o leão faz com que o seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) fique irregular. Isso impede o cidadão de abrir contas em bancos, solicitar empréstimos, tirar passaporte e até de prestar concursos públicos.

4. Garanta os seus recebimentos

Além das complicações especificadas no tópico anterior, ao não fazer a declaração anual, o contribuinte não receberá as possíveis restituições do Imposto de Renda a que tiver direito até que as suas declarações sejam feitas e a situação seja regularizada.

5. Se errar, corrija mesmo fora do prazo

Se você tiver feito a declaração dentro ou fora do prazo e identificou alguma informação incorreta, não deixe de fazer a retificação das informações. Até mesmo variação de centavos pode fazer com que você caia na malha fina da Receita Federal.

6. Não conte com a restituição tão cedo

Se você fez a declaração fora do prazo legal ou solicitou alguma retificação e tem imposto a ser devolvido pelo leão, esteja certo de que dificilmente a restituição desse valor será feita no mesmo ano. Geralmente, nos casos de atraso ou retificação, a Receita Federal devolve os impostos pagos a mais apenas nos lotes residuais, que são liberados só no ano seguinte.

7. Não sonegue

Pode parecer óbvio, mas é importante lembrar isso aos contribuintes. Quem deseja dar uma de espertinho e não apresentar as informações necessárias ou informar corretamente os dados pode cair na malha fina.

Caso isso ocorra, a multa pode chegar até a 150% do valor do imposto devido. O não pagamento dela pode acarretar em processo administrativo, deixando o contribuinte passível de processo por sonegação fiscal, e pena de reclusão de dois a cinco anos.