Elas aparecem, geralmente, assinadas por alguma celebridade e são sempre promissoras. Quem as seguir corretamente – essa é sempre a promessa – perderá vários quilos indesejáveis em pouco tempo. No entanto, o que elas não nos falam é sobre os riscos de segui-las.

Por isso, relacionamos algumas das mais conhecidas dietas e seus riscos para que você não se iluda com as promessas.

Dieta das proteínas

Também conhecida como dieta do Dr. Atkins, ela propõe a redução drástica do consumo de pães, massas, doces e outros açúcares. Mas libera a ingestão de carnes vermelhas, ovos, maionese, manteiga e outras gorduras em geral. O problema dessa restrição de carboidratos é que a proibição do consumo de frutas e vegetais causa deficiência de vitaminas e sais minerais. Sem falar que o excesso da ingestão de gordura animal e vegetal pode aumentar o risco de problemas cardiovasculares.

Dieta do tipo sanguíneo

Esta dieta foi criada por um médico americano e limita a ingestão de alimentos conforme o tipo sanguíneo das pessoas. Os alimentos são categorizados em benéficos, neutros ou nocivos e cada tipo sanguíneo teria uma alimentação específica. O grande problema é que não há comprovação científica da eficácia deste método e ele restringe grupos de alimentos importantes que podem levar a carência de nutrientes. Além disso tudo, ela não foi adaptada à culinária brasileira.

Dieta da Lua

Para os mais crédulos, a dieta da Lua afirma que – assim como sobre as marés – o corpo celeste atua sobre os líquidos do nosso corpo. Então, sempre que a Lua mudar de fase, o adepto deve ficar 24 horas se alimentando apenas de líquidos. Ou seja, pelo menos um dia por semana, a pessoa só pode tomar líquidos. E para cada uma das fases lunares (nova, crescente, minguante e cheia) existem recomendações alimentares genéricas. O problema desta dieta é, principalmente, o perigo da proibição dos alimentos sólidos nas mudanças das fases da Lua, pois as calorias fornecidas são muito baixas. Isso geralmente acarreta fraqueza, tonturas e dores de cabeça. Sem falar que as bebidas sugeridas (chás, sucos sem açúcar, iogurtes e sopas de legumes e verduras batidos) são ricas em vitaminas e minerais, mas extremamente pobres em carboidratos, proteínas e gorduras.

De modo geral, todas essas dietas cumprem o objetivo de perder peso. Contudo, os riscos são muito altos e o principal elas não cumprem: a reeducação alimentar. Um famoso exemplo disto é a cantora Mariah Carey. Ela é adepta destas dietas, mas sofre constantemente com o conhecido efeito sanfona. Em 2008, ela conseguiu uma forma física invejável através de diversos tipos de regimes, mas em 2010 ela apareceu com cerca de 20 quilos a mais. Portanto, é preciso entender que o segredo para o emagrecimento saudável e a manutenção correta do peso é a mudança dos hábitos alimentares e o combate ao sedentarismo.

Compartilhe este artigo com suas amigas que sempre aparecem com essas dietas da moda, principalmente perto do verão. E não deixe de nos acompanhar no Facebook e Instagram para receber mais dicas.