Doenças cardíacas

Você sabe qual é a doença que mais mata no mundo? São as doenças cardíacas

Os problemas de coração estão aparecendo cada vez mais cedo. Sabe por que? A vida sedentária e o estresse da vida moderna contribuíram para isso.

Para conhecer as principais causas e formas de prevenção das doenças cardíacas, conversamos com o médico Dr. Luiz Wellington, professor de Medicina da UFMG. Se liga nas dicas!

 

 

Qual a importância do acompanhamento médico?

Segundo o Dr. Luiz Wellington, toda pessoa que tem histórico de doenças cardíacas ou  doenças congênitas deve procurar por um cardiologista para fazer o controle desde cedo.

“É muito comum a criança ir até o pediatra e o médico escutar um sopro. Então, ela é encaminhada para um cardiologista realizar o acompanhamento adequado”, explica o médico.

Hipertensão Arterial

Dr. Luiz Wellington ressalta, ainda, que “a doença mais comum entre as pessoas na fase adulta é a hipertensão arterial. 90% das causas são desconhecidas e podem estar ligadas a questões neurológicas, endócrinas ou metabólicas.

Por isso, todas as pessoas com hipertensão arterial devem procurar por um cardiologista para prevenir complicações, como: insuficiência cardíaca, insuficiência renal, AVC, crises hipertensivas, ou complicações em outros órgãos”.

Quais são os sintomas das doenças cardíacas?

O médico explica que vai depender da patologia: “Às vezes a primeira manifestação pode ser uma falta de ar, dor de cabeça, palpitação e disparo do coração, edema e inchaço dos membros inferiores”. 

Infelizmente, algumas pessoas só procuram quando passaram mal, tiveram dor de cabeça, tontura ou desmaio por conta da pressão alta. Outras, já chegam em uma fase avançada, como insuficiência cardíaca e dor no peito com pequenos esforços.

As pessoas não devem esperar por algum sintoma, para buscar por acompanhamento médico. Algumas doenças são silenciosas, como a hipertensão arterial. Quando a pessoa sente alguma coisa é porque ela já tem alguma complicação renal, visual ou neurológica”, completa.

Como o paciente vai descobrir se tem alguma coisa?

O clínico geral ou cardiologista vai recomendar que o paciente faça um eletrocardiograma.  Trata-se de um exame inicial para avaliar o funcionamento do coração e ritmo cardíaco.

Conheça os principais fatores de risco:

 

Quando procurar por ajuda médica

De um modo geral, as pessoas devem procurar por um cardiologista entre 30 e 40 anos para avaliar a pressão arterial.

“Também é fundamental que pessoas com obesidade procurarem pela ajuda de um endocrinologista, nutricionista, cardiologista para fazer um controle de peso e ter mais qualidade de vida”, conclui o médico Dr. Luiz Wellington.

Gostou das dicas?

Se você ou alguém da sua família tá precisando marcar uma consulta médica ou exame, liga pra gente!  (31) 3360-9044.  Oferecemos acesso à saúde de qualidade com o menor custo.

Não possui o cartão Vizar Beta ainda? Não perca tempo e garanta o seu cadastro: clique aqui!