As mudanças climáticas que influenciam muito a saúde das pessoas começa já durante o outono, a estação de transição do clima mais quente para o mais frio. As variações de temperaturas, muito comuns nesta época, começam a propagação dos resfriados e gripes.

Você sabe porque isso acontece? E quais cuidados tomar para que seu organismo não fique suscetível a estes males sazonais? Acompanhe este artigo e tire essas dúvidas.

Por que existem doenças do inverno?

Quando as temperaturas caem, as pessoas tendem a mudar seus hábitos. Geralmente elas acabam passando mais tempo em ambientes fechados, sem muita ventilação natural e com muitas pessoas aglomeradas. Além disso, os dias podem se apresentar muito úmidos com o excesso de chuva ou muito secos.

O excesso de umidade e a baixa incidência de sol forte contribuem para a proliferação de fungos, como o mofo – que irrita as vias aéreas, causando bronquites, rinites, alergias e asmas, entre outras enfermidades. Já os períodos mais frios tendem a apresentarem poucas chuvas, reduzindo seriamente a umidade relativa do ar – que agrava os problemas respiratórios.

O conjunto destas alterações do ambiente e a falta de reforço no cuidado com a saúde fazem com que as doenças do inverno se espalhem facilmente e de forma muito rápida. Exatamente por isso que é preciso ter atenção maior nessa época do ano.

Quais são as enfermidades mais comuns nesta época?

Como o Brasil é um país de dimensões continentais, nem sempre as doenças mais comuns no inverno em uma região serão as mesmas em outra. Mas, de modo geral, por causa dos pontos levantados no tópico anterior, as doenças com mais incidência são:

Resfriado

Caracterizado por constipação, coriza, espirros, dor de garganta e até febre baixa, é causada por um vírus e pode perdurar de quatro dias até duas semanas.

Gripe

Com sintomas muito similares ao resfriado, a pessoa ainda sente fadiga e febre mais intensa, causados por uma variedade de vírus.

Pneumonia

Causada por uma infecção nos pulmões após uma gripe ou crise de bronquite, trata-se de uma doença que pode levar a óbito, principalmente as crianças e os idosos.

Rinite

Uma das doenças alérgicas mais comuns, trata-se de uma irritação e inflamação da mucosa do nariz que gera muito desconforto.

Asma

Com o tempo seco e a quantidade de fungos e bactérias no ar, os pulmões e vias aéreas podem se inflamar e acarretar na dificuldade em respirar.

Meningite

Vírus, bactérias e fungos podem causar um tipo de inflamação nas membranas do cérebro que podem levar a pessoa ao óbito em até 24 horas, tamanha a gravidade.

Como proteger a saúde nos dias frios?

As doenças que acabamos de relacionar são apenas uma pequena parte das ditas doenças do inverno. Relacionamos apenas as mais comuns e graves para que você entenda como reforçar os cuidados com a saúde nesta época do ano é importante.

O primeiro passo é básico: manter uma alimentação saudável. Também é importante manter-se muito bem hidratado, facilitando a filtragem do sangue e a eliminação de substâncias nocivas e agentes patológicos. Além disso, a prática de atividades físicas estimula o organismo a manter-se sadio.

Por fim, nesta época do ano é fundamental se atentar para medidas simples de higiene, como lavar muito bem as mãos. E, para garantir, evite aglomerações de pessoas ou passar muito tempo em ambientes fechados, principalmente se houver alguém contaminado no recinto.

Apesar de dicas muito simples, é importante lembrar que elas ajudam a se proteger da maior parte das doenças do inverno. Então, use e abuse delas. Mas, se algum sintoma persistir, não deixe de procurar atendimento médico.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e nos seguir no Instagram para receber diversos outros conteúdos como este.