Quem já sentiu dor nos rins sabe como é extremamente desconfortável. As famosas cólicas renais são comparadas a dor de um parto e exigem atendimento médico rápido para aliviar os sintomas. Pequenos hábitos no dia a dia podem fazer a diferença para não passar por isso. Você sabe como anda a saúde dos seus rins? Veja se está na hora de procurar pela orientação de um especialista.

Importância dos rins para o bom funcionamento do nosso corpo

Os rins são os órgãos responsáveis por filtrar e eliminar os resíduos do sangue.  Entre as substâncias que são excretadas pelos rins estão: amônia, uréia e ácido úrico.

Além de expelir as impurezas do corpo, os rins desempenham outras importantes funções. Uma delas é o equilíbrio hídrico, que consiste em controlar a água que é ingerida e a que é consumida nos processos de respiração, transpiração, urina e fezes.

Outra importante atividade dos rins é a de produzir hormônios, conhecidos como eritropoietina, que estimula a produção de glóbulos vermelhos – responsáveis pela circulação de oxigênio no sangue.

Quando ir ao Nefrologista?

O nefrologista é o médico especialista no diagnóstico e tratamento clínico de doenças do sistema urinário, principalmente aquelas relacionadas ao rim. A recomendação é que toda pessoa com mais de 40 anos consulte, anualmente, com o especialista.

O médico Nefrologista realiza os exames de dosagem da creatinina (substância presente no sangue que é produzida pelos músculos e eliminada nos rins) e o exame de urina. No caso da creatinina, se o resultado do teste acusar uma alta concentração dela no sangue, pode ser um indicativo de que os rins não estão bem.

Quando os valores da substância no sangue estão acima do normal podem indicar algum problema renal, como: lesão nos vasos sanguíneos dos rins ou infecção renal. Veja alguns sintomas de quando a creatinina está alta:

  • Sensação permanente de cansaço;
  • Insônia;
  • Pressão arterial alta;
  • Perda de apetite;
  • Dor na região lombar, próximo aos rins;
  • Inchaço (edema) na face, pulsos, tornozelos ou abdômen;
  • Sensação de falta de ar;
  • Alteração na frequência e volume do xixi;
  • Confusão mental frequente; e
  • Náuseas e vômitos.

Há também fatores de risco que predispõe o indivíduo a desenvolver doenças renais. Responda as questões abaixo para ver a sua situação:

  • Você está acima do peso ideal?
  • Você tem pressão alta?
  • Você sofre de Diabetes Mellitus?
  • Há pessoas com doença renal crônica na sua família?
  • Você tem pedra nos rins?
  • Você tem nefrite (inflamação nos rins)?
  • Você teve infecção urinária na infância?
  • Você fuma?
  • Você tem problema cardíaco ou nas veias das pernas (doença cardiovascular)?

Colocamos alguns dos sintomas que dizem que seu rim não anda bem. Ressaltamos que a procura de um Nefrologista é fundamental para esclarecer  tais dúvidas e dar o diagnóstico.

Cuidados com a saúde dos rins

Todos sabem que manter a prática de atividades físicas regularmente e a alimentação balanceada são fundamentais para uma vida saudável e prevenção de doenças. Pensando nisso, separamos algumas dicas para que você vire bons hábitos em sua rotina:

. Proteína (carnes vermelha e branca, peixe, leite e ovos): pode causar problema aos rins, quando ingerida em excesso. O consumo ideal deve ser de um grama de proteína por quilo do peso corporal, por dia.

. Sal: em excesso, provoca inchaços e aumento da pressão arterial.

. Gordura (manteiga, maionese, fritura, produtos industrializados etc.): pode levar a um aumento de peso, o que aumenta o risco de doenças coronárias.

. Minerais: alimentos com grande quantidade de potássio, como abacate, banana, frutos secos, molhos com tomate etc., alteram os níveis do mineral, em caso de insuficiência renal.

. Fósforo: encontrado em alguns alimentos, como pão integral, refrigerante, chocolate, leite e derivados, em excesso, pode levar a fraturas ósseas recorrentes.

. Água (líquidos): ela é fundamental para o bom funcionamento do corpo, mas, quando os rins estão debilitados, sua ingestão deve ser restrita.

. Hidratos de Carbono: são a forma de energia que o nosso organismo mais utiliza e de maneira rápida. O seu consumo pode acarretar problemas em estágios mais avançados de doenças renais. Alguns produtos com hidratos de carbono são: mel, açúcar, bebidas alcoólicas, refrigerantes, pão branco, chocolate.

Precisa de marcar uma consulta com o nefrologista? Agende agora com a Vizar!

Se você viu que anda precisando ir ao Nefrologista, agende com a Vizar. Ligue agora para o telefone (31) 3360 9044!
Oferecemos os melhores especialistas, com desconto especial para marcação de consultas e exames!

Não possui o cartão Beta Vizar ainda? Não perca tempo e faça já o seu cadastro aqui!