Conheça as melhores maneiras de se proteger da febre amarela. Alguns cuidados são essenciais para que esse quadro não se agrave ainda mais.

Afinal de contas, o que é febre amarela e como ocorre a sua transmissão?

Considerada uma grave doença infecciosa febril, a febre amarela é causada por um vírus e transmitida por mosquitos vetores. É importante esclarecer que não há transmissão direta de pessoa para pessoa e o macaco é apenas uma vítima – assim como o homem.

O contágio da febre amarela pode se dar por dois ciclos de transmissão: silvestre e urbano. Nas áreas urbanas, a febre urbana é transmitida pelo pelo Aedes aegypti (sim, o mesmo da dengue). Já a febre amarela silvestre ocorre pela picada de um mosquito Haemagogus em áreas rurais. Ressaltamos que nos dois casos, os sintomas são os mesmos, o que diferencia uma forma da outra é o mosquito transmissor.

Conheça os sintomas da febre amarela

Normalmente, após a contração do vírus, as pessoas não chegam a apresentar sintomas ou eles são muito leves nos primeiros dias. Colocamos abaixo quais são os primeiros sintomas, característicos deste estágio inicial:

  • Febre alta;
  • Calafrios;
  • Cansaço;
  • Dor de cabeça;
  • Dor muscular e também em todo o corpo, especialmente nos joelhos e costas;
  • Perda de apetite;
  • Sensibilidade à luz;
  • Náuseas e vômitos;

Os sinais da febre amarela começam a se manifestar de modo mais agudo cerca de 3 a 6 dias após a picada do mosquito. Os sintomas característicos desta fase aguda são:

  • Icterícia, identificada pela pele e olhos amarelos;
  • Doença dos rins e do fígado;
  • Vômitos com sangue;
  • Dor abdominal;
  • Problemas cardíacos;
  • Sangramentos pelo nariz, boca e olhos;
  • Convulsões.

O que fazer em caso de suspeita?

Caso haja alguma suspeita de febre amarela, a recomendação é ir rapidamente a um pronto-socorro para realizar os exames necessários. Outra indicação é não tomar nenhum medicamento em casa, pois algumas substâncias podem piorar os sintomas da doença.

Clique aqui e conheça o Vizar Beta, a solução que chegou para te ajudar a cuidar da saúde. Cadastre-se GRATUITAMENTE e ganhe descontos em consultas e exames =)

Prevenção da febre amarela

A maneira mais eficiente de se prevenir a Febre Amarela é por meio da vacinação. Ela recomendada principalmente para quem vai viajar ou mora em áreas com indícios da doença. Basta procurar o posto de saúde mais próximo e se orientar sobre a aplicação da vacina! Não há tratamento específico para a doença, pois é sintomático.

Outra maneira de evitar a transmissão da febre amarela é evitando a disseminação do vírus. Recipientes como latas, pneus e caixas d’água com água limpa são um convite para que a fêmea do mosquito deixe seus ovos, que posteriormente se tornarão novos mosquitos. Resumindo, a dica é evitar o acúmulo de água parada em recipientes destampados.

Quem não pode tomar a vacina contra a febre amarela?

A vacina contra a febre amarela possui contraindicações para alguns grupos de pacientes. É importante que as pessoas procurem por assistência médica no caso de dúvidas e  informem o profissional de saúde sobre o seu real estado de saúde.

Veja alguns grupos para quem a vacina não é indicada:

  • Gestantes e mulheres que amamentam
  • Bebês com menos de 9 meses
  • Idosos acima de 60 anos
  • Pessoas com doenças autoimunes
  • Diabéticos
  • Pacientes que fazem tratamento com corticóide
  • Pessoas com doenças crônicas
  • Pacientes com doenças cardiovasculares

Que tal compartilhar este artigo para que as medidas de combate ao mosquito se tornem mais conhecidas? Curta nossa página no facebook e continue acompanhando notícias sobre saúde, qualidade de vida e bem-estar.