Segundo dados da Organização Pan-Americana da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2016, este tipo de violência  é responsável por uma morte a cada 40 segundos no mundo.

Para combater este grave problema de saúde pública, que mata mais do que o HIV, precisamos falar sobre o que o causa. Nas entrelinhas do desafio da Baleia Azul e da série 13 Reasons Why, está um mal que acomete muitas pessoas. Você sabe qual é?

As entrelinhas do jogo da Baleia Azul

Especialistas dizem que o jogo, que surgiu na Rússia e reúne uma série de desafios perigosos, traz à tona uma pressão permanente da sociedade moderna sobre os jovens: a necessidade de superação. A intensa concorrência, as constantes cobranças por uma carreira de sucesso e bons relacionamentos geram uma crise emocional constante que estimula o desenvolvimento de características depressivas, como a ansiedade e a insônia.

Estes problemas, ao contrário do que muitas pessoas dizem, não são uma escolha do indivíduo, eles podem surgir após situações e circunstâncias complicadas em nossas vidas, como a perda de pessoas importantes, o desemprego e até mesmo problemas de saúde.

Isso tudo tem sido ainda mais inflado pelo imediatismo em que vivemos. E se não forem contornadas e até tratadas com medicações, estas alterações comportamentais deixam o indivíduo à mercê de pensamentos nada sadios. O jogo, atinge exatamente estas pessoas, que estão com dificuldades na tomada de decisões e até mesmo com pensamentos nada sadios. E, quando se sentem desafiadas, acham coragem para seguir em frente.

As entrelinhas da série 13 Reasons Why

Para quem já assistiu à série ou leu o livro de Jay Asher (Os 13 Porquês), no qual a produção da Netflix foi inspirada, sabe que a sequência de acontecimentos vividos pela personagem traz como consequência a depressão e até mesmo a vontade de tirar a própria vida.

No decorrer do enredo, uma garota vítima de bullying, traição, difamação e assédio sexual, unidos à falta de uma presença de qualidade dos pais — assim como a falta de momentos de lazer em família — e o despreparo dos profissionais que deveriam prestar suporte, puxam a personagem de Hannah para o fundo do poço. Mas o que essa série nos mostra? A realidade vivida por muitos adolescentes e jovens em todo o mundo.

As formas de ajudar quem sofre de depressão

A primeira forma de ajudar alguém com depressão é desmistificar a situação. Para alguns, é só carência e necessidade de chamar a atenção. Mas, a depressão provoca um conjunto de reações químicas no cérebro da pessoa. Isso pode fazer com que o depressivo tenha sua capacidade cognitiva reduzida. Ou seja, a pessoa passa a ter dificuldade de entender, assimilar, relacionar e se conectar com o mundo ao seu redor.

Por isso, uma pessoa acometida pela depressão realmente necessita de atenção e muito amor. Mas, ainda que seja amado, o depressivo também precisa de suporte profissional para aliviar as suas tensões e preocupações. Este processo não é rápido e muito menos simples. Por isso, é preciso recorrer a todo tipo de ajuda, desde a de psicólogos e psiquiatras, até aos benefícios de ter um animal de estimação para dar sentido à vida do depressivo. Mais uma vez a prática de esportes e de outras atividades no dia a dia são fundamentais.

O debate é importante, e o primeiro passo já foi estimulado com os efeitos do jogo da Baleia Azul e o sucesso de 13 Reasons Why. Mas ainda há muito o que ser dito sobre este tema. Então, nos acompanhe no Facebook e Instagram para não ficar por fora dos próximos debates.