Os esportes radicais são caracterizados, basicamente, pelo elevado grau de dificuldade, risco e superação que proporcionam. Eles nos fazem enfrentar diversos medos e promovem grande excitação através da liberação de altas quantidades de adrenalina. Por isso, antes de decidir praticar algum deles ou inscrever o seu filho, é importante entender os benefícios e riscos dos esportes radicais.

Benefícios e riscos dos esportes radicais gerais

Independentemente da idade ou do tipo de esporte radical, os benefícios são comprovados: deixa o cérebro afiado, promove sensação de bem-estar; aumenta a força muscular; melhora a capacidade cardiovascular; e ajuda na autoconfiança. Mas, estes tipos de esportes oferecem alto risco para a saúde, como grande incidência de ferimentos, amputações e alta taxa de mortalidade. E isso independe da qualidade dos itens de segurança, pois a prática do esporte radical depende muito da capacidade humana.

Esportes radicais para os jovens

Os adolescentes costumam ser os mais vidrados em esportes radicais. Eles têm a necessidade de desafiar seus próprios limites físicos e psicológicos. No entanto, o restrito conhecimento de seus próprios limites e o excesso de autoconfiança podem ser fatais para os jovens. Por isso, são recomendados os esportes radicais mais leves, sempre com equipamentos de segurança e acompanhados da supervisão de profissionais. Cavalgada, skate e escalada são ótimas opções. Mas, pelo maior grau de adrenalina e pelo baixo custo, a prática do parkour tem se popularizado. Para quem desconhece, este esporte radical urbano é caracterizado pelo desafio extremo dos limites do corpo em corridas e saltos de obstáculos, inclusive em grandes alturas. O maior risco é que, geralmente, este esporte é praticado sem equipamentos de segurança.

Esportes radicais para os adultos

O público adulto tende a encontrar nos esportes radicais uma válvula de escape para a ansiedade e o estresse de suas rotinas. Não é difícil encontrar profissionais dos mais variados setores praticando escaladas, trekking, rapel, canoagem e até bungee jumping. As práticas são as mais diversas e os benefícios relatados são sempre muito positivos, como o intenso relaxamento após a exposição aos altos índices de adrenalina. No entanto, além do risco normal destes esportes, como a falha de algum equipamento de segurança, é preciso ficar atento quando a saúde do indivíduo. Pessoas com hipertensão, cardíacas e mulheres grávidas exigem atenção redobrada e até têm restrições para a prática de alguns esportes. Certamente você já ouviu falar de jovens atletas que sofreram ataques cardíacos.

Esportes radicais para idosos

Muitas pessoas usufruem dos benefícios dos esportes radicais como entretenimento na terceira idade. Elas relatam que é uma ótima maneira de afastar o fantasma do declínio da capacidade física do corpo. No entanto, é preciso redobrar a atenção. Os vovôs e vovós podem sim praticar esportes radicais, mas devem respeitar os limites impostos por suas idades. Isso é de extrema importância, pois, independente dos cuidados com a saúde, os ossos tendem a se enfraquecer conforme envelhecemos e as nossas articulações não mantêm a mesma flexibilidade de quando jovens. Por isso, os benefícios e riscos dos esportes radicais para a terceira idade devem ser muito bem ponderados.

Como é possível perceber, os benefícios dos esportes radicais são muitos, principalmente para os jovens. Mas os riscos são altos para qualquer idade. Então, o melhor a fazer é treinar bastante, preparar bem o físico e sempre respeitar os limites do seu corpo.

Agora que sabe os benefícios e riscos dos esportes radicais para todas as idades, escolha o esporte ideal para você e nos acompanhe no Facebook e Instagram para receber mais dicas.