Mundo virtual dos games

Conhece alguém que ama um videogame? Os jogos são muito bons para descontrair e promover uma competição saudável, porém podem ser prejudiciais se fizerem abrir mão de outras atividades no dia a dia.

É cada vez mais comum as crianças começarem cedo, por conta dos celulares com jogos eletrônicos e também entre adolescentes. Por isso, é bom ficar de olho nos hábitos da criançada e também de muito adulto por aí.

 

Diagnóstico sobre o uso dos jogos eletrônicos

O vício em jogos de videogame é considerado pela ONU com um dos problemas de saúde mental. O uso compulsivo dos jogos eletrônicos pode se tornar um distúrbio e necessitar de tratamento.

O tempo gasto em jogos pode comprometer significativamente as atividades diárias de uma pessoa, no âmbito não só pessoal, como familiar e profissional. Este comportamento deve ser observado regularmente por duração de pelo menos um ano para ser considerado grave.

Jogos infantis

 

As crianças estão jogando cada vez mais cedo com o acesso a celulares e tabletes. Os pais devem tomar cuidado  com o tempo que seus filhos gastam com os jogos para não prejudicarem à sua saúde. Devem evitar, principalmente, o uso do celular à noite para não prejudicar a qualidade do sono.

É preciso ressaltar que os jogos são prejudiciais somente quando é excessivo. Em contrapartida podem estimular o pensamento cognitivo e estratégico.

Principais indícios:

  1. Não ter controle do tempo que joga videogames
  2. Abrir mão de atividades sociais para ficar jogando
  3. Prejudicar o desempenho na escola ou trabalho por conta da frequência no videogame
  4. Síndrome do olho seco: o tempo de exposição à luminosidade das telas prejudica à saúde dos olhos e causa incômodo à visão.

Busque por ajuda profissional

Caso os pais percebam que os jogos estão atrapalhando a vida do seu filho, devem procurar pela ajuda de um psicólogo para ajudar a diagnosticar o problema e realizar o tratamento adequado.  

Precisa marcar uma consulta ou exame? Faça o seu cadastro no Vizar Beta e agende o seu atendimento: clique aqui!